Você sabe de onde vem o seu alimento?

Os alimentos que hoje estão em nossas mesas, podem ter percorrido por diversos caminhos até chegar onde estão. Não estamos falando aqui de ruas e estradas, mas sim de processos e determinadas práticas.

A verdade é que, quando compramos alimentos, como, arroz, feijão, frutas, legumes, hortaliças, entre outros, podemos estar incentivando e financiando certos tipos de produções agressivas.

Por exemplo, as marcas famosas de arroz, que possuem grandes demandas, muito provavelmente utilizam agrotóxicos nocivos à saúde do meio ambiente e dos trabalhadores que ali estão. Isso acontece por que, existe a necessidade de uma alta produção e para evitar os danos por pragas e doenças, que podem gerar prejuízos enormes para essas empresas.

Foto Nani Rodrigues

Por isso a importância de organizações como a Horta da Cidade. O trabalho é feito para pequenas demandas, portanto, a produção acontece de forma bem tradicional, sem uso de agrotóxicos e cheia de carinho de quem ama o que está fazendo.

O incentivo à agricultura orgânica vem ganhando força, mas ainda insuficiente para gerar uma transformação no estilo de vida das pessoas. Talvez falte uma melhor divulgação e exposição da mensagem ou talvez mais opções de produtores para facilitar o acesso aos orgânicos, mas o importante é que essa discussão já existe e é questão de tempo ela tomar conta de todo espaço de debate e conversa.

Você conhece alguma organização que faz esse trabalho de produção agrícola orgânica e que passa essa mensagem? Acho que sim, não é mesmo? Que tal dar uma ajudinha pra ela 😉 Compartilhe seu conteúdo, consuma os orgânicos e passe a mensagem adiante.  

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.